O dia 12 de maio foi escolhido como homenagem ao nascimento de Florence Nightingale, considerada a “mãe” da enfermagem moderna.

Particularmente este ano, o trabalho dos  Enfermeiros que sempre foi importante, mas muitas vezes invisível,  foi trazido à luz. Afinal são eles que estão na linha de frente contra o Coronavírus e, isso fez deles, do dia para a noite, se transformarem em verdadeiros heróis e protagonistas dessa batalha.

Aplausos noturnos ressoaram em muitos países em homenagem ao seu trabalho. Seu papel no confronto frontal com o COVID-19 foi elogiado como bravura e coragem.

Muitos Enfermeiros ficaram emocionados ao ouvir a sincera gratidão do primeiro-ministro britânico Boris Johnson em relação aos profissionais que cuidaram dele durante sua internação.

Mas, além do trabalho incansável para fornecer o cuidado e a atenção aos seus pacientes, os Enfermeiros vem nos dando vários outros exemplos que deveriam ser seguidos por outros profissionais.

É emocionante testemunhar enfermeiros apoiando-se mutuamente, compartilhando novos conhecimentos, construindo relacionamentos afetivos com seus pacientes, principalmente quando esses não conseguem nem ao menos ver seu rosto devido ao uso dos EPIs.

E como se já não bastasse todo o trabalho incansável que eles vêm desenvolvendo dentro dos Hospitais, ainda testemunhamos Enfermeiros indo as ruas para reivindicarem seus direitos a uma melhor remuneração e acesso a materiais de proteção, bloqueando fisicamente manifestantes anti-quarentena e, infelizmente sendo muitas vezes hostilizados por uma minoria que os veem como agentes de contaminação.

A sobrecarga de trabalho pelo número reduzido de profissionais treinados, stress psicológico, privação de estar com suas famílias, perda de colegas de profissão e,  o risco eminente de também se contaminarem, seriam mais do que motivos para desistirem mas, o amor à profissão e sua missão em salvar vidas, parece estimula-los ainda mais.

O grande desafio da área de RH, além de suprir as  mais de 3,7 mil vagas abertas desde março/20 para a área de Saúde é,  também criar ações para que esses profissionais consigam manter sua integridade moral, pessoal e física. 

Como bom exemplo dessa preocupação, a  Johnson & Johnson lançou um programa com terapia online, que pode auxiliar os profissionais da saúde, segue:   https://www.cuidandodequemcuidadenos.com.br/

E no dia que muitos irão enaltecer sua atuação, o boletim divulgado pelo COFEN informou que 75 enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem já morreram no Brasil devido à Covid-19.

Muito mais do que homenagens, esses profissionais precisam de uma valorização efetiva, melhores condições de trabalho e, um reconhecimento que vá além da pandemia.

Aos Enfermeiros (as) todo nosso carinho, admiração e respeito!!

Fontes:

https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/2020/04/14/veja-cargos-que-tiveram-maior-alta-em-vagas-de-emprego-em-marco.ghtml

https://portal.coren-sp.gov.br/

https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2020/05/sobrecarga-e-riscos-pioram-saude-mental-de-medicos-e-enfermeiros-na-pandemia.shtml

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.